quarta-feira, abril 15, 2009

Muda

Então é isso, parece (e é) controverso mas quem me conhece sabe que não ostento esse estereótipo de surfistona ou maria-parafina. Apesar de trabalhar na área.



É complicado essa imagem, a ideia de surfista. Logo se imagina uma pessoa loira, sarada, bronzeada e burra (já que fica o dia inteiro na praia e só pensa em swell/vala/as gostosas/prancha/panos/uhul/demorou/éissoaí/vamoaê/énóis/4:20!). Moro na cidade cinzenta, trancanda num escritório e, por isso, meu bronze é de paçoca (ou melhor, de planilha). Sem contar que não fico o dia inteiro na academia exercitando os músculos glúteos.



Pra mim o surf sempre se resumiu à energia do mar e a questão da superação de mim mesma. Porque eu sempre temi o poder do oceano. Então, o esporte foi um meio para enfrentar o que, na verdade, é um baita trabalho psciológico.

Mas a vida me ensinou que não é só no mar, com uma prancha em volta dos braços e uma cordinha presa ao calcanhar, que eu passo por perrengues e quase afogamentos. A vida é um mar de pessoas, oportunidades, sensações, pensamentos, ideias e vem tudo junto, num tremendo caldo. Tem que ser dusurf, porque se vacilar, roda.


Essa metáfora que eu faço é linda, mas poucas pessoas são capazes de entender. Eu cansei. Cansei de ter que me explicar, cansei de ter que me preocupar com o que o outro acha ou deixa de achar sobre o que eu sou, faço, penso. A minha paixão e vontade de sentir a potência que vem lá das profundezas (tanto do oceano como do ser humano) não vai deixar de existir em mim.

O problema é que chega uma hora que a gente sente a necessidade de mudar. E é isso. Quem acompanha o blog há mais tempo pode perceber que eu mesma mudei muito. O teor das postagens, as pautas, abordagens... acontece naturalmente.

Pra você que me entende (ou que faz um esforço) eu convido a visitar e frequentar a nova casa. Porque é assim, como os amigos sorridentes da foto aí em cima, satisfeitos por terem se superado mais um dia e prontos pra outra, que eu me sinto.



P.S.: Peço a todos os amigos e amigas que façam a gentileza de mudar o link na lista do blogroll. (:

9 comentários:

Lidia Zuin disse...

quando a gente tava conversando isso no msn, vc caiu na hora que eu ia perguntar se vc já foi discriminada por gostar de surf e tal.. mas vc não respondeu XD
meu, eu nao tenho coragem pra esses esportes 'radicais' (odeio esse adjetivo).. alias, sou um desastre pra esportes.. até pra volei, que fiz aula... desencana, minha vida é composta por uma barriga flácida debaixo do notebook, bunda mole em cima da cama e braço gordo suportando um copão de milkshake do bob's HAUHAUHA
tá, mas sério.. eu acho que peguei a sua metáfora. assim como eu postei no meu blog, nego tem que se fuder mesmo quando faz merda. se não se ligar, se fudeu, perdeu. - tradução da sua metáfora pra minha língua HUAHAUHA

eu adoro o mar... qnd eu era criança, eu me afoguei 2 vezes nele, mas sei lá.. amo muito. qnd eu fiz um cruzeiro, fiquei apaixonada de ver aquela imensidão por todos os lados... a lua refletindo.. a unica coisa clara lá fora.. como se nao existisse céu ou chão, mar.. foi lindo, lindo... se eu conseguisse me controlar sobre esse gigante, seria melhor ainda...
eu tive a oportunidade de fazer mergulho em fernando de noronha, qnd eu tinha uns 11 ou 12 anos.. mas por medo, nao fiz... e tava tudo pago já! pois é..é uma admiração assustada. acho que eu vejo assim a vida também. eu admiro as coisas que a compõem, mas me espanto ao ver outras... espanto-me tanto no sentido de ter medo, aflição e no sentido de simplesmente não acreditar... é foda (:

Guria disse...

Sim adora tbm estarei por aqui guriazinha... =)
sempre achei um esporte muito legal, apesar de nunca ter chamado minha atenção a tentar, uma pela fobia, outra pela asma... e outra por morar na serra e apenas passar 15 dias no maximo do meu ano na praia... sendo que em periodos de o que eu mais quero é não ter que usar nem os dedos pra NADA... please, estou falando de férias.. rss
Mas como eu te falei, acho sim fantastico, até porque é algo que eu não conseguiria fazer NUNCA.
Essa historia de achar que é coisa pra loira e burra, não concordo, até porque pelo menos os surfistas aqui do sul, são gente boa, tenho alguns caras que moram na casa de veraneio do litoral que são fora de sério...

Enfim, boas ondas... de escritorio talvez

BEIJOSSS

Gabriela disse...

menina, foi quase uma defesa de tese de mestrado HAHA adorei, viu? eu tenho paixão pelo mar, mas acho que é porque cresci dentro dele. só não sei surfar.

e, lid, você tinha razão! HAHA

beijo.

Joana disse...

tá lindo lid!
mudanças são sempre bem vindas quando são positivas e acredito que esse novo passo na sua vida de fato seja algo para lá de bom! por isso, boa sorte nessa sua nova etapa e força para enfrentar as ondas dessa vida :)

Ane Talita disse...

Bonitaaa!!!

a casinha nova tá linda!!!

=)

nos vemos na sexta, heinnn
vai ser massa!

adoro

Deborah disse...

Livia, é a Deborah, que antigamente estava no dehlirando!
Eu sumi e quando resolvi voltar fiz um blog novo.
Adorei o texto que vc escreveu. Detesto rótulos.
E.. adoro a filosofia dusurf!
beijão

Becka disse...

Gata, você me impressiona sabia ?
Como escreve, tãão bem... e realmente, é lindo isso: "A vida é um mar de pessoas, oportunidades, sensações, pensamentos, ideias e vem tudo junto, num tremendo caldo. Tem que ser dusurf, porque se vacilar, roda."
Espero continuar te acompanhando.. agora só a Livia Estrella, mas sempre dusurf ;)

:*

Lidia Zuin disse...

HAUHAUAHA ADORO QUANDO O POVO SE REVOLTA JUNTO COMIGO! XD

eu odeio pegar panfletinho, folhetinho tbm.. é tipo, inútil. eu odeio esse povo que fica distribuindo... meu, papel = ÁRVORE MORTA = DISPERDÍCIO.. não sou natureba, ecocologista, mas acho escroto isso.. principalmente pq aqueles que distribuem só querem diminuir o montinho mesmo.. se eu fizesse disso, jogava no lixo no fim do dia HAUHAU :B brinks

marceloraydo disse...

Olá Livia..tudo bem? Não sei exatamente como cheguei aqui no seu Blog, mas sei que cheguei e curti este texto, pois além dos seus pensamentos baterem no momento com alguns dos meus, vivo isso de surf, desafio, superação, desconfiança e o estereótipo de um cara gordo com um long debaixo do braço! Hoje por exemplo fui surfar e foi bem difícil, pois acabei de voltar depois de alguns meses fora, graças a diabetes descompensada!
Valeu "brou" boas ondas!!!rsrsrs