domingo, julho 01, 2007

Fazer as pazes?

Perdoar? É possível. Se for alguma coisa insignificante para ambas as partes, o ocorrido dissolve-se com o tempo, é fácil de esquecer. Como se fosse um pequeno corte, que você fez sem querer, mal doeu e que dificilmente você vai lembrar depois.
Agora, se esse corte for profundo e envolver sentimentos (entenda como relação amorosa), é impossível esquecer. Você pode até perdoar, até tentar relevar a situação, mas vai estar guardado pra sempre na memória, pronto para vir à tona - e quando a gente menos espera.

(1)
------------------------------------------------------------------------------

Errei. Eu, que sempre critiquei os fracos, fraquejei.
Naquele dia, você disse que me perdoava. Sei que falou da boca pra fora, mas minhas desculpas foram sinceras.
O que mais me machuca não é o fato de você não ter me perdoado de verdade, afinal, a minha burrada foi grande. O que me fere alma é saber que você, especialmente você, não merecia aquilo. Algo que pra mim é irrelevante, pequeno, mas que te chateou de verdade.
Queria ser capaz de entrar na sua mente e mudar isso. Apagar, deletar, jogar fora. Mas como nem eu nem ninguém consegue voltar no tempo (muito menos invadir a cabeça de alguém), só posso lhe dizer novamente: sinto muito!

(2)


→ Textos para o TDB. Muito difícil escrever sobre isso usando poucas palavras. Conversei bastante com minha amiga Valéria, mãe do Vini , e chegamos à conclusão de que só é perdoável o que tem pouco valor. Mas tem que ser pros dois, senão não vale.

Ah, e o segundo texto é baseado em fatos reais. hahaha

→ O temível delegado, Dr. Dirceu, me reprovou no exame de moto! (Eu achando que não ia passar no de carro, já que morri duas vezes (!) numa subida pra rotatória hahaha ) Só porque, após ter terminado o percurso, ao parar pra conversar com ele, coloquei - espontaneamente - os dois pés no chão. ¬¬'
Eta, vida! Lá vamos nós de novo...

6 comentários:

Vinicius disse...

nossa... eu tinha me esquecido meu próprio blog!! Eu não mereço viveeeer!!! uaehuehuaheea

Eu to indo aí daqui a pouco, chegando sexta...

e arruma aí o link do blog... é unknownbeing

Joana disse...

Arrumou os comentários /o/
Eu achei muito difícil escrever sobre perdão também. Mas o seu texto ficou muito bom :)

Ben-Hur disse...

perdoar é possivel sim
o tempo faz milagres ;D

ah não!! =o
não creio que reprovastes =/
vou ser obrigado a cutucar minha cabrita até camaducity pra te dar umas aulas?!
tsc tsc tsc

saudades
=***

Ana Luiza disse...

também repeti no exame da auto-escola ¬¬ mas prefiro não falar sobre isso haha

;*

Gabriela Bernardo disse...

anda de moto não, lid :~ um amigo do meu namorado morreu um dia desses de acidente... eu tenho é medo dessas coisas #P

Pudding :*

Leila disse...

Uhul! Agora com comentários novamente ^^
E que tristeza que vc não passou no de moto :/ mas vc consegue ;D e eu tenho medo de motos :x e de cavalos, mas nao vem ao caso ^^

:*