segunda-feira, setembro 11, 2006

Alberti Áinstáin

" Não basta ensinar ao homem uma especialidade. Porque se tornará assim um máquina utilizável, mas não uma personalidade.É necessário que adquira um sentimento, um senso prático daquilo que vale a pena ser empreendido, daquilo que é belo, do que é moralmente correto. A não ser assim, ele se assemelhará, com seus conhecimentos profissionais,mais a um cão ensinado do que a uma criatura harmoniosamente desenvolvida. [Uiiiii] Deve aprender a compreender as motivações dos homens, suas quimeras e suas angústias para determinar com exatidão seu lugar exato em relação a seus próximos e à comunidade.
Estas reflexões essenciais, comunicadas à jovem geração graças aos contactos vivos com os professores, de forma alguma se encontram escritas nos manuais.
É assim que se expressa e se forma de início toda a cultura. Quando aconselho com ardor "As Humanidades", quero recomendar essa cultura viva, e não um saber fossilizado, sobretudo em história e filosofia.
Os excessos do sistema de competição e de especialização prematura, sob o falacioso pretexto de eficácia, assassinam o espírito, impossibilitam qualquer vida cultural e chegam a suprimir os progressos nas ciências do futuro. É preciso, enfim, tendo em vista a realização de uma educação perfeita, desenvolver o espírito crítico na inteligência do jovem. Ora, a sobrecarga do espírito pelo sistema de notas entrava e necessariamente transforma a pesquisa em superficialidade e falta de cultura. O ensino deveria ser assim: quem o receba o recolha como um dom inestimável, mas nunca como uma obrigação penosa."



Albert Einstein. Um tiozinho aí, que fazia uma contas malucas, ficava falando de uns assuntos delirantes e tinha uma barba e uma língua feia...
Dá pra perceber que ele não sabia nada, né tadinho?
Tadinho... Tadinha de mim, que vivo essa realidade inevitável.
='(


Tô na TPM,hein?
Para sua segurança, mantenha distância. Não tente nenhum tipo de comunicação... Pode ser letal.

Mas se puder trazer um 'milka cream' (chocolate, mané) talvez possa ser concedida uma exceção.
Obrigada pela compreensão. A direção.

2 comentários:

Ben-Hur Hugo disse...

é aquela velha história de dar o peixe ou ensinar a pescar ^^

por mais "alienado" que eu seja não dá pra negar que Albert Einstein era muito fodão \o/

PS.: garçom, desce um milka cream no capricho aqui pra minha amiga surfista, na minha conta ;)

Lidusurf disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk